19 Anos
Mais de 400 Clientes

Variedade > Ciencia

Fonte: Sputnik Brasil | Imagem: CC BY 2.0 / NASA Goddard Space Flight Center / Dynamic Earth - Earth’s Magnetic Field | Link Notícia

11/01/2019

Campo magnético da Terra está mudando de forma estranha e geólogos não sabem o porquê

Geólogos não estão conseguindo determinar por que os polos magnéticos da Terra estão se movendo tão rapidamente do Canadá para a Sibéria.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

Cientistas da Agência Nacional de Inteligência Geoespacial (NGA), dos Estados Unidos, e do Centro Geográfico de Defesa (DGC), do Reino Unido, estão se preparando para atualizar no dia 15 de janeiro o Modelo Magnético Mundial (WMM, na sigla em inglês).

O WMM é uma grande representação do campo magnético da Terra e é nele que se baseia toda a navegação moderna, desde os sistemas que orientam os navios no mar até o Google Maps em smartphones. Mas agora se constatou que modelo atual é impreciso, informou o Nature Journal.

Apesar da versão mais recente do modelo ter sido estabelecida em 2015, prevista para se manter atual até 2020, a repentina e rápida mudança no campo magnético do nosso planeta faz com que os pesquisadores tenham que atualizar novamente o modelo.

"O erro está aumentando o tempo todo", diz Arnaud Chulliat, geomagnetista da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA).

A razão de tal mudança está dentro da Terra, onde a agitação líquida no núcleo terrestre gera a maior parte do campo magnético.

Os fluxos tendem a mudar ao longo do tempo. Em 2016, parte do campo magnético acelerou profundamente sob o norte da América do Sul e no leste do oceano Pacífico.

No início de 2018, constatou-se que o modelo magnético era impreciso ao ponto de ocasionar erros de navegação. A situação piorou ainda mais devido ao pulso geomagnético de 2016 sob a América do Sul e ao movimento do polo magnético. Satélites como a missão Swarm da Agência Espacial Europeia acompanharam a mudança.

O polo norte magnético tem mudado constantemente do Ártico canadense para a Sibéria nos últimos tempos. A velocidade também aumentou nas últimas décadas, de cerca de 15 km anuais para cerca de 55 km.

"O fato de o polo estar mudando torna essa região mais propensa a grandes erros", afirma o geomagnetista.

A principal questão é o porquê de os campos magnéticos estarem se alterando tão drasticamente. As possíveis razões dos pulsos geomagnéticos são as ondas "hidromagnéticas" que surgem nas profundezas do núcleo da Terra e o fato de o movimento do polo magnético poder estar conectado a um jato de ferro líquido de alta velocidade abaixo do Canadá.

"A localização do polo magnético norte parece ser governada por duas grandes áreas de campo magnético, uma abaixo do Canadá e outra abaixo da Sibéria", disse Phil Livermore, geomagnetista da Universidade de Leeds. 

 

 

 

 

 


Notícias Relacionadas
Governo Bolsonaro avança para 'acabar' com a tomada de três pinos

Tecnologia

Governo Bolsonaro avança para 'acabar' com a tomada de três pinos

1º celular com 64 MP deve ser da Xiaomi, indica código da MIUI 10

Tecnologia

1º celular com 64 MP deve ser da Xiaomi, indica código da MIUI 10

Brasil tem três gols anulados, só empata com a Venezuela e ouve vaias em Salvador

Esporte

Brasil tem três gols anulados, só empata com a Venezuela e ouve vaias em Salvador

Com gol de Marta, Brasil bate Itália e se garante nas oitavas da Copa do Mundo Feminina

Esporte

Com gol de Marta, Brasil bate Itália e se garante nas oitavas da Copa do Mundo Feminina