19 Anos
Mais de 400 Clientes

Variedade > Politica

Fonte: Sputnik Brasil | Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil | Link Notícia

15/03/2019

Paulo Guedes ameaça abandonar governo se reforma da Previdência for 'desidratada'

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participou nesta quinta-feira (14) da cerimônia de posse do novo presidente do Banco Central e surpreendeu os presentes ao insinuar que poderia deixar o governo se reforma da Previdência fosse muito alterada.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

De acordo com ele, o sistema atual está falido e que se a reforma for "desidratada" ele pode sair do governo. “Estamos num sistema (previdenciário) de repartição que quebrou. Faliu antes de a população envelhecer. Vocês querem trazer seus filhos para isso?”, disse. 

De acordo com a expectativa do governo federal, a aprovação da reforma pode geral uma economia de R$ 1,1 trilhão aos cofres públicos em 10 anos.

“Se der acima de R$ 1 trilhão, eu digo que estamos numa geração de pessoas responsáveis e têm a coragem de assumir o compromisso de libertar filhos e netos de uma maldição previdenciária. Se botarem menos, eu vou dizer assim: ‘Eu vou sair daqui rápido, porque esse pessoal não é confiável. Não ajudam nem os filhos; então, o que será que vão fazer comigo?’”, acrescentou o ministro.

De acordo com parte do público presente na cerimônia, não ficou claro se a declaração de Guedes sobre uma possível saída do governo foi em tom sério, tendo em vista que o ministro teria feito diversas piadas durante o discurso. 



Notícias Relacionadas
Dólar fecha quase estável após leilão do BC

Economia

Dólar fecha quase estável após leilão do BC

Inflação do aluguel acumula taxa de 7,78% em 12 meses, diz FGV

Economia

Inflação do aluguel acumula taxa de 7,78% em 12 meses, diz FGV

Caixa começa a chamar candidatos aprovados no concurso de 2014

Economia

Caixa começa a chamar candidatos aprovados no concurso de 2014

Rodrigo Moledo desfalca o Internacional por três semanas

Esporte

Rodrigo Moledo desfalca o Internacional por três semanas