19 Anos
Mais de 400 Clientes

Variedade > Mundo

Fonte: Sputnik Brasil | Imagem: © Sputnik / Vladimir Vyatkin | Link Notícia

06/06/2019

Luta por recursos: quais são objetivos dos EUA no Ártico?

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou que os EUA tentam intensificar as tensões no Ártico. O vice-diretor do Instituto Nacional russo de Desenvolvimento da Ideologia Moderna, Igor Shatrov, comenta as ações dos Estados Unidos nesta região.

Informações Compartilhadas Sputnik Brasil

A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, comentou as declarações do conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, notando que os EUA tencionam transformar o Ártico em um teatro de guerra e intensificar a tensão na região.

Recentemente, Bolton, em uma conferência na Academia da Guarda Costeira, declarou que Washington pretende desafiar a Rússia no Ártico. Segundo ele, "a Guarda Costeira norte-americana vai dar o primeiro passo no restabelecimento da liderança dos EUA no Ártico, à qual durante muito tempo não foi dada a importância adequada".

Zakharova sublinhou que tudo isso significa uma mudança da atitude dos EUA para com esta região, e que a "retórica belicosa" do país mostra que sua intenção principal é intensificar a tensão na região e transformá-la em um teatro de guerra.

Igor Shatrov em entrevista ao serviço russo da Radio Sputnik exprimiu a ideia que tais declarações de Bolton provocam uma inquietação justificada e que o Ártico pode se tornar em novo Oriente Médio.

"Devido à presença de enormes reservas de hidrocarbonetos na região, torna-se claro que existe uma concorrência por estes recursos e capacidades no Ártico, que a Rússia têm mais do que todos os outros países. Compreendemos que os Estados Unidos, que demonstraram nos últimos anos que não estão dispostos a defender as suas capacidades através de uma concorrência tradicional e justa, podem simplesmente passar aos seus métodos habituais de força".

O cientista político explicou que a Rússia fica preocupada quando ouve certas declarações gratuitas de funcionários norte-americanos, que, na verdade, não são gratuitas, uma vez que a estratégia americana visa privar a Federação Russa das vantagens competitivas naturais que tem devido à sua localização geográfica.



Notícias Relacionadas
IGP-M acumula taxa de inflação de 3,08% em 12 meses, diz FGV

Economia

IGP-M acumula taxa de inflação de 3,08% em 12 meses, diz FGV

ANP se diz atenta quanto a abusos em preços de combustíveis no Brasil

Economia

ANP se diz atenta quanto a abusos em preços de combustíveis no Brasil

Feirão de empregos atrai milhares de pessoas na capital paulista

Economia

Feirão de empregos atrai milhares de pessoas na capital paulista

Brasil disputa Copa América de basquete feminino após ouro no Pan

Esporte

Brasil disputa Copa América de basquete feminino após ouro no Pan