19 Anos
Mais de 400 Clientes

Variedade > Esporte

Fonte: superesportes | Imagem: Lucas Merçon/Fluminense) | Link Notícia

16/07/2019

Fluminense é salvo pelo VAR, empata com Ceará e deixa o Cruzeiro na zona da degola

Tricolor frustra torcida no Maracanã, mas fica fora do Z-4 do Brasileiro

Informações Compartilhadas superesportes

De volta ao Maracanã após a paralisação durante a Copa América, o Fluminense decepcionou a torcida ao empatar com o Ceará por 1 a 1, nesta segunda-feira, no encerramento da 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor, que ainda foi salvo pelo uso do VAR, que anulou corretamente o gol que seria o da virada do time visitante, somou um ponto e ficou fora da zona de rebaixamento. Com isso, o Cruzeiro retornou ao Z-4, com nove pontos. Pedro abriu o placar para o time carioca, mas Tiago Alves, de bicicleta, igualou para os cearenses.
 
O resultado fez o time carioca, que saiu vaiado por sua torcida, chegar aos nove pontos e ocupar a 15ª posição. O Fluminense tem a mesma pontuação de Vasco e Cruzeiro, mas supera os dois nos critérios de desempate - tem melhor saldo de gols - e ficou fora da zona de rebaixamento. O Ceará é o décimo na classificação da Série A, com 11 pontos. 
 
Com alguns desfalques, o Fluminense fez um bom primeiro tempo e até criou e desperdiçou muitas chances para marcar, mas caiu de rendimento na etapa final e não conseguiu superar a bem armada defesa do Ceará. O time cearense alcançou seu objetivo de sair sem derrota do Maracanã.
 
Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Vasco, no sábado, dia 20, às 11h, em São Januário; na mesma data, o Ceará vai receber o Palmeiras, no Castelão, em duelo marcado para às 19h

O jogo

 
Como era de se esperar, o Fluminense começou a partida no ataque. E antes do primeiro minuto, Caio Henrique recebeu bom passe de Ganso e bateu cruzado, mas a zaga cearense desviou para escanteio. Fiel ao estilo implantado pelo técnico Fernando Diniz, o time carioca trocava muitos passes, enquanto o Ceará apenas mantinha um bloqueio defensivo, sem procurar incomodar o adversário.
 
Aos seis minutos, Ganso fez lançamento longo para a penetração de Caio Henrique. O lateral cruzou e Pedro conseguiu a cabeçada, mas mandou para fora.
 
O time nordestino só conseguiu chegar na área carioca aos oito minutos. João Lucas cruzou e Thiago Galhardo dividiu, pelo alto, com o goleiro Agenor, mas o defensor do Fluminense levou vantagem e Galhardo ficou caído no gramado.
 
O Fluminense aumentou a pressão e, aos 16 minutos, Ganso chutou forte e a bola desviou na zaga e saiu para escanteio. Após a cobrança, Yony González cabeceou e Diogo Silva fez grande defesa.
 
Dois minutos, Yony González tocou para a penetração de João Pedro que concluiu com muito perigo. Logo depois, Pedro se aproveitou da bola roubada por Ganso para chutar com muito perigo.
 
Pedro e João Pedro, em lances consecutivos, voltaram a criar pânico na área cearense, mas não conseguiram colocar a bola nas redes.
 
A equipe das Laranjeiras dominava completava criava condições para marcar, mas errava na finalização. Aos 25 minutos, Pedro recebeu de João Pedro em boas condições, mas demorou a chutar e foi bloqueado. A bola sobrou para Yony González que bateu para boa defesa de Diogo Silva.
 
O Ceará só apareceu com perigo aos 31 minutos quando João Lucas foi derrubado na entrada da área. Ricardinho bateu a falta e Agenor salvou sua equipe, desviando com a ponta dos dedos para escanteio.
Aos 41 minutos, o Fluminense marcou o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Nino desviou e Pedro completou para as redes. O árbitro de vídeo conferiu a posição do atacante e validou a jogada.
 
A alegria da torcida tricolor não durou muito. Aos 48 minutos, o Ceará chegou ao empate com um gol marcado por Tiago Alves. Após cobrança de escanteio e confusão na área, o zagueiro Tiago Alves, de bicicleta, colocou a bola nas redes de Agenor.

Salvo pelo VAR

 
O Fluminense voltou para o segundo tempo com a mesma disposição ofensiva. Logo no primeiro minuto, Yony González fez bom passe para João Pedro que concluiu para fora.
 
Aos oito minutos, o Ceará chegou a comemorar o segundo gol quando Mateus Gonçalves bateu cruzado, mas após consulta ao VAR, o árbitro do jogo anulou o gol, marcando impedimento de Felipe Cardoso no início da jogada.
 
Depois do susto, o Fluminense voltou a recuperar o controle do jogo. Aos 18 minutos, Pedro chutou forte, mas a bola desviou na zaga do time nordestino e saiu para escanteio. Dois minutos depois foi a vez de Ganso concluir para boa defesa de Diogo Silva.
 
O Ceará respondeu com um chute forte de William Oliveira que foi parar nas mãos do goleiro Agenor.
A partida ficou equilibrada, mas o Ceará se arriscava mais em busca do gol da vitória. Aos 31 minutos, após levantamento na área, o zagueiro Tiago Alves cabeceou, mas a bola ficou com Agenor.
 
O Fluminense reagiu e, aos 35 minutos, Yony González recebeu na área, girou e bateu para o gol, mas a bola desviou na zaga e saiu para escanteio. Depois dessa jogada, o Tricolor das Laranjeiras aumentou a pressão em busca do desempate.
 
A torcida tricolor pediu a entrada de Miguel, atacante de 16 anos, e o técnico Fernando Diniz resolveu atender e colocou o jovem avançado no lugar de João Pedro, muito apagado durante a partida.
 
Aos 42 minutos, Caio Henrique cruzou da esquerda e Pedro cabeceou, mas o goleiro Diego Silva fez grande defesa e frustrou a torcida do Fluminense.
O árbitro deu dez minutos de acréscimo e o Fluminense decidiu arriscar suas últimas fichas para buscar o gol da vitória, mas o Ceará se defendia bem, impedindo que os atacantes do time carioca tivessem liberdade para concluir. No final do jogo, a torcida vaiou a equipe carioca.
 
FLUMINENSE 1 X 1 CEARÁ
 
FLUMINENSE
Agenor, Gilberto(Igor Julião), Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri(Marcos Paulo), Daniel e Ganso; Yony González, Pedro e João Pedro(Miguel)
Técnico: Fernando Diniz
 
CEARÁ
Diogo Silva, Samuel Xavier, Tiago Alves, Valdo e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, William Oliveira(Fernando Sobral) e Thiago Galhardo(Felipe Silva); Rick(Mateus Gonçalves) e Felipe Cardoso
Técnico: Enderson Moreira
 
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de julho de 2019, segunda-feira
Público: 23.484 presentes
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)
Cartão Amarelo: Ganso, Nino (Flu); Fabinho, Diogo Silva (CE)
GOLS: Pedro, aos 41, Tiago Alves, 48min do 1ºT
 


Notícias Relacionadas
Guedes: Brasil sai do Mercosul se Argentina frear abertura do bloco

Economia

Guedes: Brasil sai do Mercosul se Argentina frear abertura do bloco

Financiamentos imobiliários poderão ser indexados à inflação

Economia

Financiamentos imobiliários poderão ser indexados à inflação

PIS/Pasep: benefício para os nascidos em agosto já está liberado

Economia

PIS/Pasep: benefício para os nascidos em agosto já está liberado

PRF determina suspensão e recolhimento de radares móveis

Mundo

PRF determina suspensão e recolhimento de radares móveis